Muralha reage: “Tô sendo massacrado o ano todo”

Muralha reage: “Tô sendo massacrado o ano todo”

Muralha reage: “Tô sendo massacrado o ano todo”

 

A derrota nos pênaltis na Copa do Brasil pesa muito sobre o goleiro Alex Muralha. Como ele mesmo disse em entrevista ao repórter Eric Faria, na tarde desta sexta-feira, no Ninho do Urubu, o goleiro reagiu às críticas.

Falou do papo com o preparador de goleiros Victor Hugo na véspera da decisão, lembrou da família, da dor que a mãe está sentindo pelo momento delicado no Flamengo, da origem humilde e de todos esforços até chegar ao ápice da carreira – ser titular no Rubro-Negro, o time de maior torcida do país.

Quando perguntado sobre pênalti.

Saiu matéria botando culpa no pessoal do desempenho do Flamengo. A culpa é do atleta. Infelizmente não defendi pênalti, mas aqui todos ganham e perdem juntos. Tô sendo massacrado o ano todo, sempre em cima de mim a culpa. Acostumei com isso, fiquei mais cascudo. Preparo o psicológico. Vai passar. Muralha não se define em pênaltis e jogos. Em algum momento vai mudar e coisas melhores virão.

Responsabilidade

A decisão foi minha, simplesmente minha. Se eu fosse para todos os lados, ficasse parado, não pegasse nada, teria a mesma cobrança, tínhamos que ser campeão para tudo mudar. Não fomos. Estamos aprendendo muito esse ano, é um grupo mais forte, se unindo mais, sabemos onde vamos chegar – disse o goleiro.

Quando foi perguntado se ele precisaria melhorar na questão dos pênaltis, Muralha não exitou e disse que sim, precisa melhorar em tudo, e principalmente nos pênaltis.

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published.