Jogadores do Fluminense exaustos após jogo

Jogadores do Fluminense exaustos após jogo

Com 2850 metros de altitude, jogadores do Fluminense se atiram no chão

 

Foi um jogo que exigiu muito dos jogadores do Fluminense. A cena abaixo foi apenas um dos reflexos do jogo da última quinta-feira, em Quito, numa altitude de mais de 2800 metros. No vestiário do Casa Blanca, a continuação: atletas com batimentos cardíacos acelerados, sofrendo de intensas dores de cabeça e recorrendo ao cilindro de ar.

Léo foi um dos que mais sofreu por parte dos jogadores. Ficou muito tempo sentando respirando oxigênio. Precisou ser carregado para formar a roda da oração. Antes dela, o presidente Pedro Abad, ao agradecer pela classificação às quartas de final da Sul-Americana, chorou ao lembrar das derrotas para a LDU.
Nos 90 minutos do 2 a 1 adverso, dez jogadores formados em Xerém foram utilizados por Abel Braga – Nogueira, Frazan, Léo, Douglas, Wendel, Gustavo Scarpa, Wellington Silva, Peu, Marlon Freitas e Pedro. Claro que havia a necessidade dado os desfalques, mas foi com decisiva participação de Xerém que a sina contra a LDU acabou.
Agora, o confronto se transferiu para o Rio de Janeiro, Flamengo e Fluminense protagonizarão uma das quartas de final.

Deixe um comentário

Your email address will not be published.